What is your language?

Bornes relacionados com Miniaturas

Buscando...?

sexta-feira, 12 de março de 2010

desculpas

Ah, mas Jesus era O FILHO DE DEUS!!!
Esta frase eu já ouvi algumas vezes. Algumas, de minha mãe, uma fervorosa cristã.
Ela serve para justificar nossos erros, nossas incapacidades. Principalmente quando somos confrontados com aquilo que, supostamente, deveríamos fazer. Ou não fazer. Serve para nos colocar em nosso lugar. Delimita a fronteira e nos tranquiliza: "Tudo bem, eu sou só humano! Piso na bola..."
O Buddha nunca se proclamou nada mais que humano. Um humano Desperto, apenas. Mas, ainda assim, damos um jeito de fazer um raciocínio semelhante.
Falar no Despertar, em nibbana, em atingir a meta final do Caminho pode causar certo constrangimento, às vezes, para quem fala. Existe a idéia de Eles, os Iluminados. "Eles acumularam méritos por incontáveis eras incomensuráveis!"
E nos deleitamos em nossa mediocridade. "Sou um reles laico, oras bolas!!"
Não questiono o fato do acúmulo de méritos.
Mas questiono a postura de nos escondermos atrás de uma idéia para justificar a preguiça, a auto-indulgência, o medo.
O Caminho foi exposto pelo sammasambuddha. Existe para ser trilhado. Há uma meta. Um início e um fim. Honrar o Buddha envolve reconhecer nossa plena capacidade de alcançar a meta final. Não for para isso, para que o Caminho? 
Se achamos que não dá, tudo bem! Mas sem desculpas!
Postar um comentário

Speech by ReadSpeaker