What is your language?

Bornes relacionados com Miniaturas

Buscando...?

segunda-feira, 15 de junho de 2009

O Ponto de Mutação

A partir da resposta que nos dermos para a pergunta ''por que eu pratico?'' precisamos observar constantemente se o nosso modo de vida é coerente com ela.
O que normalmente nos ocorre é que ao fecharmos o livro, levantarmos da almofada ou deixarmos a reunião (e muitas vezes nem isso é preciso!) a vida toma conta da mente.
Estamos habituados à prisão! Nossa familiaridade com o ciclo repetitivo do samsara é de longa data! É natural e espontâneo que continuemos a nascer para dukkha! Por isso precisamos 'forçar a barra' se temos um entendimento do dhamma do Buddha. Independente do que almejemos alcançar, desde que seja uma meta condizente com a prática do dhamma, eu creio que ela não virá ''naturalmente''. Não é relaxando e deixando acontecer que vamos 'chegar lá'.
A observação constante da mente ensinada pelo Buddha, nos leva a uma percepção cada vez mais apurada dos motivos e movimentos internos que nos mantem nos trilhos da montanha-russa do mundo. E essa observação envolve crítica, reflexão, avaliação entre outras posturas ativas ao invés de mera aceitação e espera. Conhecimento e visão são as palavras-chave. E a cada vez que estes se aprofundam, escolhas precisam ser feitas. Ou o pouco, ou muito, que conseguimos acaba esquecido como tantas outras coisas que acumulamos nos baús de nossas posses.
Postar um comentário

Speech by ReadSpeaker