What is your language?

Bornes relacionados com Miniaturas

Buscando...?

quinta-feira, 24 de junho de 2010

os urubus

Ele me disse que estava de saco cheio! Até do buddhismo!
E eu entendi. 
Porque a vida é... Sei lá! Só sei que ela está com a razão. 
Lembrei do dia em que os urubus me trouxeram a paz.
Estava indo trabalhar, com a cabeça pipocando de problemas. Proliferação de pensamentos sobre a situação: como as coisas estão, como poderiam ficar, como eu temia que ficassem, como eu gostaria que fosse... "O que aconteceria se fosse assim?... E se se eu fizesse isso?... E se tivesse feito?... E se acontecesse...? Se eu não fosse...!"
E etc. Como todo mundo sabe como é...
Ouvia The Jesus & Mary Chain, uma banda da minha adolescência e pensava. Pensava muito...
Na beira da estrada apareceu uma revoada de urubus. Daquele jeito de quando descobrem carniça. E me trouxeram de volta à lucidez! 
A morte! A poderosa consciência da morte!
Nada, nenhuma força no mundo vai impedir que isso termine! Não importa quanto eu pense, pondere, especule e me castigue, isso passa! E este corpo vira, se não literalmente, comida de urubus, certamente, comida para urubus! E pensei se estava passando meus impermanentes momentos de uma forma útil, hábil. Que bem havia em tanto pensamento...
Tomei uma consciência muito agradável ali de como vitalizamos coisas com base apenas em fantasias e expectativas. Enquanto morremos, perdemos muito tempo de vida.
Abaixei o som, inclusive dos pensamentos, e segui o rumo que me cabia seguir naquele momento. 
Respirei consciente de que cada respiração me levava.
Grato aos urubus.
Postar um comentário

Speech by ReadSpeaker